BAIXE AQUI NOSSO CATÁLOGO COM MAIS DE 1000 CUIDADORES


  Contato : (31) 98722-1843 (31) 3241-4229

porque ter um cuidador

Por quê ter um Cuidador de Idosos?

Quem aí já ouviu falar em cuidador de idosos? Só pensamos neles, quando nos deparamos com alguma situação de aperto/apuros ou desamparo com algum familiar idoso.

Uma queda na rua, alimentos que são esquecidos no fogo, pequenos lapsos de memória, uma recuperação pós cirúrgica ou uma internação ocasional deixam qualquer familiar de cabelos em pé!

Então, o cuidador está aí para esses momentos, devolvendo o sossego e a tranquilidade para todos os envolvidos.

Um bom cuidador encarrega-se de toda rotina de higiene e cuidados básicos com a saúde, além de administrar os medicamentos nos horários estipulados, e, dependendo do caso, ele também pode se encarregar alimentação,  mas acima de tudo, ele faz companhia, e pode, por que não, até mesmo promover lazer e diversão! 

Para nós, da Leveza do Afeto, cuidar implica em ter um olhar de empatia, e conseguir enxergar o idoso para além da sua patologia.

E para isso, é fundamental, conhecer a história daquela pessoa, e ter interesse pelas suas particularidades.

Além disso, é preciso que o cuidador tenha capacidade de identificação com o paciente, até mesmo para conseguir compreender as suas necessidades especificas, e ser capaz de se adaptar a elas.

Outro fator que faz toda diferença é a capacidade de antecipação, que implica em prestar atenção ao paciente, se ele está apresentado episódios de lapsos e perda de memória, e observar se ele está tendo dificuldade para tomar banho, e nesses casos, o cuidador consegue  identificar quais são as principais dificuldades e consegue antecipar soluções, facilitando a rotina para o paciente.

Outro aspecto que precisa ser ressaltado é a questão da depressão em idosos. Muitas pessoas acreditam que a depressão é um fato normal e que faz parte da velhice.

Não podemos apenas generalizar, é achar que obrigatório que todo idoso seja deprimido. É preciso avaliar caso a caso e observar o que está acontecendo com o paciente, e um bom  cuidador pode mudar esse cenário, trazendo mais vida e alegria para aquele paciente, ao estimular que ele faça atividades prazerosos, permita que ele volte a ter contato social.

Ou seja, o cuidador não apenas cuida, ele promove saúde e bem-estar dos idosos, proporcionando assim um envelhecimento saudável e com menor comprometimento funcional.

Vamos conversar? 🙂

Fernanda Correa
31 98722-1843
fe.marinho@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *